Eu era uma mãe envergonhada e humilhada

Durante a adolescência, meu filho era obediente e estudioso tudo parecia normal, mas com o passar do tempo meus sonhos foram sendo destruídos.Tudo começou quando ele passou a se envolver com más companhias e descobri que havia ingressado no mundo das drogas.
 Aos doze anos se tornou um adolescente problemático e rebelde, já não me respeitava mais, tornou-se revoltado, dizia que me odiava, era agressivo com palavras e desejava a minha morte.
Passei a receber reclamações sobre o seu comportamento na escola, ele estava agredindo outros alunos. A diretora me pediu para tirá-lo da escola, dizendo que ele não tinha mais jeito, e que era um filho que nenhuma mãe gostaria de ter.
Minha família me aconselhava a tirá-lo de casa, ninguém acreditava em sua mudança, foram momentos de dor, chorei muito, fui humilhada, mas jamais pensei em desistir dele.
Maria 13

Antes

Um dia me revoltei com esta situação, e passei agi pela da fé através das orações. Disse para Deus que não aceitava vê-lo preso, ou morto, e o coloquei em suas mãos.
Fiquei em paz e confiante mas, quanto mais me lançava em meus propósitos às lutas aumentavam, mas eu acreditei que Deus estava trabalhando.
Mudei meu comportamento, deixei de cobrá-lo e passei a ser uma mãe amorosa. Um dia ele se envolveu em uma briga, e viu a morte de perto,  a partir de então, decidiu buscar a Deus e mudar, eu estava certa de que Deus responderia meus votos e orações.
Maria 12

Maria Vilma e seu filho após a transformação.

Hoje meu filho é um homem de Deus, foi transformado em todos os sentidos e me agradece por não ter desistido de lutar por ele.
Hoje ele dá palestra para jovens e adolescentes na escola, minha família está surpreendida com sua transformação.
Hoje os professores falam que acreditam que há solução para os filhos problemáticos e libertação para usuários de drogas.
Deus honrou minha fé. Eu era uma mãe envergonhada e humilhada, hoje sou uma mãe feliz e realizada.
Maria Vilma P. dos Santos.
Ribeirão Preto- SP
Palestra em Ribeirão Preto:
 –Av Dr. Francisco Junqueira 1461- Campos Eleseos
Share This Post

About Author: projetos

3 thoughts on “Eu era uma mãe envergonhada e humilhada

  1. Ana cristona Lima
    28 de setembro de 2015 at 18:27

    Olá boa noite estou nesta luta em favor do meu filho

  2. 6 de novembro de 2015 at 20:31

    Que testemunho forte,imagine se essa mãe estivesse desistido de seu filho,hoje ele não seria um homem de DEUS,temos que orar e lutar.Uma mãe jamais desiste de seu filho,essa por exemplo não parou de lutar ele brigou com o diabo,ela foi no inferno buscar seu filho,pois não aceitava perde-lo para as drogas,é como ela fez parceria com Deus ela não foi sozinha,Deus foi a frente dela,é juntos honram a Deus mas para isso teve que tomar uma atitude,de buscar a Deus e orar pela sua familia.

  3. REGINA CÉLIA FEITOSA
    31 de dezembro de 2015 at 20:23

    MEU ENTEADO (FILHO NA FÉ) ERA VICIADO, COMECEI A PARTICIPAR DAS ORAÇÕES DAS MÃES, E PONDO EM PRÁTICA O Q ELAS ENSINARAM UMA VEZ QUANDO EU FUI, ERA TRATAR O FILHO COM AMOR, REPREENDER COM CARINHO E EU E MEU ESPOSO COLOCAMOS EM PRÁTICA E DDEU CERTO, ELE ESTAVA AFASTADO E VOLTOU PROS CAMINHOS DE JESUS, E HOJE VAI PASSAR A ENTRADA DO ANO NA CASA DO SENHOR JESUS. EU AGRADEÇO A DEUS PELO ENSINAMENTO E QUE EU COLOQUEI EM PRÁTICA, NÃO DEIXEI NA GAVETA DO ESQUECIMENTO.QUE DEUS ABENÇOE MAIS E MAIS , AS SERVAS DO SENHOR JESUS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *